Audiência animal

Publicado: 24/08/2009 em NOTÍCIAS POPULARES
Tags:, , ,

A Rede Globo, depois de promover uma verdadeira inquisição midiática, agora busca um aumento na sua audiência com um recurso até então exclusivo das suas concorrentes: a exploração de imagens violentas explícitas.
Infelizmente, poucas coisas além de desgraça, violência e nudez atraem tanto telespectadores para a frente da telinha. Como diz um amigo meu (meus amigos Jornalistas que me perdoem), para o jornal, interessa mais o homem que mordeu o cachorro que o contrário.
Mas, o bom senso pede limites.
Hoje, no SPTV assisti a uma reportagem sinistríssima: na saída de um estacionamento, dois motoristas discutiam uma pequena colisão entre seus veículos, quando um deles entra no carro e atropela o outro. Felizmente, o outro conseguiu subir no carro, que saiu em disparada, carregando e chacoalhanfo o “sortudo”. Tudo filmado por um morador de um prédio em frente ao acidente.
Na sequência da reportagem, vem a chamada do Jornal Hoje, que aproveita o gancho da história para falar de outra imagem impressionante: o atropelamento de um cavalo. Sim, as imagens são impressionantes. Num primeiro take, mostra-se dois cavalos em uma movimentada via do Rio de Janeiro. De repente, um deles começa a passear tranquilamente, quando um carro que vinha em alta velocidade o atinge. Além de impressionante, a imagem beirou o belo. Sim, eu assumo essa minha faceta humana de admirar o bizarro. O cavalo ao ser atingido, levantou vôo, girando graciosamente em sentido anti-horário, uma, duas, três vezes, até cair inerte no chão. A câmera, impressionantemente, conseguiu captar isso e acompanhar o carro ser desviado de sua rota, voar sobre a ilha que separa as pistas, pousar na contramão e parar somente na calçada. Ufa!
Assim que a exibição, com pouco mais de 5 segundos de duração, terminou, os apresentadores apareceram boquiabertos, mas comentando as imagens incansavelmente. E tome mais duas repetições das cenas. Isso porque a história seria contada em detalhes depois no JH.
Depois, o JH retribuiu a gentileza, mostrando o homem atropelado após o cavalo voador. Não é preciso nem dizer que tudo foi acompanhado de estatísticas, dados etc. e nem que as imagens foram repetidas diversas vezes. Ao final dessa importante reportagem, desenterraram a cena de atropelamento de uma vaca, de 2006 se não me engano, que voou graciosamente como seu companheiro equino.
Para suavizar, as imagens e o balanço do show do Criança Esperança (pela primeira vez sem grandes plateias). Dessa vez, atropelando, digo, subestimando minha inteligência e meu bom senso.

comentários
  1. Vinicius Duarte disse:

    Tem outra coisa, Lelo (acho que você já percebeu, claro): mandaram embora os pauteiros de todo o jornalismo televisivo, substituindo-os por “tuiteiros”. No fantástico, o “caso Belchior”, que era fato velho na net; essa do atropelamento do cavalo no RJ, do youtube… Assisti o fantástico ontem, e, tirando os gols da rodada, tudo eu já tinha visto com muito mais detalhes na rede.

    • Lelo Brito disse:

      Cara, você já tinha levantado essa bola há algum tempo.
      Mas, como publicitário, assisto TV mais interessado nos “reclames” que no resto.
      As notícias são meu segundo interesse, mas não acompanho com esse olhar subliminar-raioxisótico.
      Realmente, as notícias televisivas atualmente não passam de um guisado feito da internet.
      Ontem, num evento da faculdade sobre cinema, assisti à palestra de uma das diretoras da allTV, que falou a mesma coisa.
      Engraçado que o Pânico, o Domingo Legal e outros entorpecentes dominicais começaram com essa modinha de colocar conteúdo de e-mail no ar.
      Sei lá… Eu tenho aqui pra mim que isso começou depois que o Tabet (Kibeloco) foi pra Globo escrever pro Luciano Huck. Será que ele tá como diretor de conteúdo do jornalismo global também?

  2. Filipe Crespo disse:

    “O cavalo ao ser atingido, levantou vôo, girando graciosamente em sentido anti-horário, uma, duas, três vezes, até cair inerte no chão”.

    Hahahaha Curti sua frase.

    Abs.

  3. O foda é que, para conseguir aumentar a audiência, as emissoras precisam passar o que o povo quer ver. E o que o povo quer ver é tragédia (ou bundas, claro)!!!

    • Lelo Brito disse:

      Pois é… Do jeito que vai, daqui a pouco assistiremos a programas do tipo “As bundas mais perigosas do mundo” ou “Assassinas avantajadas”…
      É uma tristeza o rumo que o jornalismo televisivo tá seguindo.

  4. […] inquisição midiática, agora busca um aumento na sua audiência com … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s