Por que eu acho uma bosta…

Publicado: 09/06/2011 em BRAINSTORM, PUBLICIDADE
Tags:, , , , , , , ,

… o “Don’t worry, be Suzuki”?
Primeiro, porque parece que o jingle foi escrito nas coxas. Tuuudo bem! Veio de uma puta Agência que eu respeito muito, mas que foi nas coxas, foi.
Aí, o meu irmãozão Filipe Crespo lança a história do Donato, redator da Ogilvy, que num tom meio irônico disse que se chama a atenção, não importa como, mesmo que seja tosco, tá valendo. Ok. Tosco chama a atenção, mas o povo de Planejamento há de concordar comigo que, em se tratando de Posicionamento, a última coisa que uma montadora quer é ser lembrada pela tosquisse que foi a sua última campanha.
Além disso, a letra é tão ruim que o jingle fixa na cabeça, mas as imagens do carro ficam de lado na memória. Vale salientar que o jingle fixa por ser ruim demais, como a patética canção Friday, da aspirante a imitação de cantora Rebecca Black.
“Ah, Lelo! Mas pelo menos a canção emplacou!” Claro! Entre as mais espinafradas da história do Youtube.
É como Dolly. Fica na mente, mas comprá-la no supermercado é o equivalente a usar palito de dente após as refeições.
Enfim, vão me chamar de frustrado, rabugento e me excluir do hall da fama da Publicidade (ou pelo menos destruirão minhas humildes esperanças de só ser lembrado), mas acabo de ler um trecho do livro da redatora Marina Negri (Contribuições da Língua Portiguesa para a Redação Publicitária), que resume de maneira fantástica o que eu sinto por essa nova safra de jingles horríveis:

“Vem de algum tempo a instauração de um modelo criativo que exibe claro, gradativo e disseminado empobrecimento do aspecto verbal de anúncios impressos e eletrônicos, baseado em gratuidades, repetições e modismos eventuais; em desproporção com o aspecto visual, cada vez mais sofisticado e quase onipresente nas peças.”

Ou seja, nem as imagens do comercial da Suzuki salvam a campanha.

Anúncios
comentários
  1. Rodrigo Casarin disse:

    Opa, agora ofendeu, cara. Qual o problema de usar palito de dente após a refeições???rs

  2. Nuna disse:

    Concordo plenamente: uma Bosta!

  3. Fico feliz por você ter gostado de meus pontos-de-vista sobre o formato simplificado da Criação Publicitária no que tange principalmente ao seu aspecto verbal.
    Muito obrigada pela menção.

    • Lelo Brito disse:

      Oi, Marina!
      Tardo, mas não falho! Nestes últimos meses estou atolado com a conclusão do meu Mestrado e tenho dado pouca (ou nenhuma) atenção ao Kick.
      Eu é quem tenho que agradecer por você ter me dado argumentos, não só para este texto, mas para minhas aulas e até para a lida diária. Aliás, parabéns pelo livro! Gostei muito e, com certeza, contribuiu muito até agora!

  4. Muito gentil a menção feita a meu livro postada em website especilizado em Publicidade & Propaganda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s